Home / Destaque / Doações para as vítimas das chuvas na região são recolhidas por todo o estado

Doações para as vítimas das chuvas na região são recolhidas por todo o estado

 

Os seis mil desabrigados nas regiões Norte e Noroeste do Estado do Rio de Janeiro motivam aqueles que ainda veem de longe os reflexos das chuvas que atingiram, primeiro o Espirito Santo, e agora cortam na carne da planície, como o caso das 10 famílias de três vendas, que evacuaram suas casas após o transbordo do Rio Muriaé. Iniciativas para recolhimento das doações de insumos, alimentos não perecíveis, água mineral e roupas foram tomadas pelo Estado, que recebe o material em vários pontos. Depois de receber doações para a população atingida pela chuva no município de Iconha-ES, o Instituto Federal Fluminense (IFF) continua com a Campanha de Arrecadação, desta vez, para os municípios afetados pelo transbordamento de rios e inundações no Norte e Noroeste Fluminense, além de municípios do Espírito Santo.

Em Campos, o material pode ser entregue pelos doadores em qualquer delegacia de Polícia Civil (na cidade 146ªDP e 134ªDP), no 8º Batalhão de Polícia Militar e no 5ª Grupamento de Bombeiro Militar. Já no estado, qualquer batalhão de Polícia Militar, delegacia de Polícia Civil ou quartel de Bombeiros, aceita as doações. Também podem ser realizadas nas unidades da Faetec de Itaocara, Itaperuna e Laje do Muriaé.

Instituições como a Diocese de Campos, por meio das Paróquias Senhor Bom Jesus e Paróquia São José, na cidade de Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste, arrecadam donativos como comida e água, além de roupas e toalhas, para suprir as vítimas da enchente na cidade, que somam mais de 650 pessoas. As doações podem ser entregues nas secretárias das duas paróquias.

“Viemos através desta nota abraçar as inúmeras famílias desabrigadas e desalojadas em todo o norte e noroeste fluminense. Sabemos o que significa em termos de perdas deixar uma casa ou até certamente mais sagrado e precioso vidas humanas e de criaturas que amamos. Sintam-se unidos a uma grande corrente de oração e solidariedade que expressará em gestos concretos a partilha fraterna para recomeçar. Que o Deus de toda consolação esteja convosco e faça brilhar a sua luz amorosa!”, manifestou o Bispo Dom Roberto Francisco, de Campos, por meio de redes sociais.

Iniciativas mais desgarradas também são tomadas por párocos, como o Padre Thiago Linhares, de Porciúncula. O município foi o mais atingido da região, 1600 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas na área urbana da cidade, após o rio Carangola atingir 7,95m na noite de ontem, com 2,69m acima da cota de transbordo. O padre tem solicitado doações e conseguiu, inclusive, um barco para criar linhas de abastecimento para algumas das vítimas.
– Convoco aos paroquianos a estarem de prontidão a servirem aos mais necessitados assim como aos voluntários, vencendo aquilo que o papa chama de a ‘Ditadura da Indiferença’. Nossa Paróquia está fazendo tudo que está a seu alcance para contribuir neste momento de imensa tristeza para nossa cidade – enfatizou o Padre Thiago.

Uma parceria entre a Diocese de Campos e a Câmara de Dirigente Lojistas (CDL/Campos) também foi firmada, a fim de arrecadar suprimentos para os desalojados pela enchente no Noroeste. As doações podem ser realizadas na sede da CDL, na Avenida Sete de Setembro, 280, durante todo horário comercial.

IFF — As doações poderão ser entregues nos setores de Gestão de Pessoas das unidades do IFF até o dia 07 de fevereiro. Os materiais arrecadados serão encaminhados para os municípios de Itaperuna, Cardoso Moreira, Bom Jesus do Itabapoana, Natividade e Italva, no estado do Rio de Janeiro, e de Bom Jesus do Norte e Mimoso do Sul, no Espírito Santo.

Da redação da 96.9 FM – Fonte: Folha 1

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*