Home / Destaque / Secretário de Saúde do RJ pede a fiéis e às lideranças religiosas que evitem aglomerações

Secretário de Saúde do RJ pede a fiéis e às lideranças religiosas que evitem aglomerações

Medida é para evitar transmissão do coronavírus.

Neste fim de semana os cultos presenciais foram mantidos em várias igrejas – Foto: Divulgação

O secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, também se dirigiu aos fiéis e às lideranças religiosas pedindo que evitem aglomerações nesses próximos dias: “O papa, como líder de uma religião, deu o primeiro exemplo, fazendo uma missa por videoconferência para não juntar pessoas. Cada um dos líderes religiosos terá que ver como darão assistência espiritual aos seus seguidores, sem que a gente coloque em risco as pessoas”.

Diante dos crescentes casos de coronavírus no Brasil, pastores de várias igrejas têm se pronunciado a respeito do posicionamento a ser adotado pelos cristãos. Alguns deles também falaram sobre alterações nas programações, visto que alguns cultos deverão passar a ser transmitidos online para que os membros fiquem em casa e não se aglomerem. A decisão de não reunir os fiéis visa evitar que as pessoas tenham contato, minimizando o risco de contágio.

O estado do Rio de Janeiro tem 19 casos confirmados do novo coronavírus. O último balanço foi divulgado pela secretaria de Estado de Saúde, na noite desta sexta-feira, 13, e apresentou três novos casos. Do total, dezessete foram registrados na capital, um em Barra Mansa e um em Niterói. De acordo com a secretaria, os três novos casos são de um homem de 52 anos e duas mulheres, com 68 e 48 anos, residentes na cidade do Rio de Janeiro. Os pacientes apresentam estado de saúde estável e estão em isolamento domiciliar.

Rádio Itaperuna 96.9 FM

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*