Home / Geral / Mandetta volta a mudar o tom do discurso e defende isolamento social

Mandetta volta a mudar o tom do discurso e defende isolamento social

O ministro da Saúde justificou a postura advertindo que o sistema de saúde não pode se sobrecarregar, pois aumentaria a letalidade do coronavírus por falta de vagas em hospitais e UTIs. Ele criticou aqueles que querem convocar protestos contra o isolamento.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, mudou novamente o tom de suas declarações sobre isolamento social. Na quarta-feira (25), ele tinha ajustado o seu discurso ao do presidente Jair Bolsonaro, contrário a um isolamento mais geral — e favorável ao isolamento apenas de doentes crônicos e pessoas maiores de 60 anos. Embora não tenha sido direto e explícito, neste sábado, 28, Mandetta foi mais enfático na defesa de que as pessoas que podem, devem ficar em casa. Ele justificou essa postura advertindo que o sistema de saúde não pode se sobrecarregar, pois aumentaria a letalidade da Covid-19 por falta de vagas em hospitais e UTIs.

O Brasil tem 3.904 casos confirmados e 111 mortes por coronavírus. O Ministério da Saúde realiza, na tarde deste sábado (28), coletiva de imprensa para atualizar os dados da doença no país e falar sobre novas medidas de combate à Covid-19.

Rádio Itaperuna 96.9 FM

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*