Home / Destaque / Homens são autuados por desmatar área de preservação permanente em Pádua

Homens são autuados por desmatar área de preservação permanente em Pádua

Dois homens foram conduzidos para a 136ª Delegacia Legal de Santo Antônio de Pádua depois que a Polícia Ambiental flagrou ambos cortando árvores em uma área considerada de preservação permanente. O caso aconteceu nesta quarta-feira (16).

Além das foices usadas pelos suspeitos para cortar as árvores, os agentes da 3ª Unidade de Polícia Ambiental do Desengano aprenderam no local um recipiente de veneno, que serviria para impedir que as árvores se regenerassem.

O local fica em um morro bastante íngreme no bairro Chácara, sendo portanto, considerado uma área de preservação permanente. Na mata, há espécies nativas da Mata Atlântica. O tamanho da área desmatada foi estimado pela 3ª UPAm em dois hectares (20.000 m²).

Os suspeitos, de 55 e de 62 anos, foram encaminhados para a 136ª DP. Eles foram autuados pela Polícia Civil com base na Lei de proteção à Mata Atlântica, Lei de Proteção da Vegetação Nativa (12.651/12) e Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98). Eles poderão responder em liberdade.

A pena para quem é pego desmatando área de preservação permanente ou Mata Atlântica é de detenção, de um à três anos, e multa, ou ambas as penas acumulativamente. A 3ª UPAm sempre lembra que a população pode ajudar a combater crimes ambientais denunciando à Polícia Ambiental. O telefone do Disk Denúncia da unidade é (22) 2561-3228.

Por Folha Itaocarense

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*