Home / Destaque / América vence o segundo turno do Campeonato Carioca Série B1

América vence o segundo turno do Campeonato Carioca Série B1

O America é campeão da Taça Corcovado (segundo turno do Campeonato Carioca Série B1 – segunda divisão) e está na semifinal da Série B1 do Estadual, contra o Audax, no próximo sábado.

Depois do empate em 2 a 2 com o Itaboraí, o triunfo nos pênaltis por 8 a 7 tornou o Mecão o primeiro campeão da competição vindo da capital do estado.

O America esteve duas vezes em desvantagem no placar, mas buscou o empate em gols de pênalti. Léo Rocha, no rebote, e Allan marcaram no tempo regulamentar, enquanto nos tiros livres da marca do pênalti obtivemos 100% de aproveitamento. Pessanha, Léo Rocha, Robinho, Philip, Allan, Welber, Anderson Künzel e Alan Nascimento marcaram os oito gols rubros em chutes precisos. A ADI perdeu a oitava cobrança e a torcida americana pode, enfim, fazer a festa.

Agito no fim

O primeiro tempo foi pautado, em sua maioria, pelo respeito entre as equipes, com descidas ao ataque tímidas, sem grande perigo. O lance mais preocupante não foi criado pelo rival, e sim a lesão de um jogador rubro. Nivaldo torceu o joelho e deixou o jogo aos 32 minutos, sendo substituído por Juninho Bolt.

A tensão só viria nos minutos finais. Aos 45, Anderson Künzel dividiu bola com Edu, mas a arbitragem marcou pênalti. O próprio Edu bateu e abriu o placar, mas a resposta rubra não tardou. Dois minutos depois, Fabão derrubou Robinho do lado esquerdo da grande área e o pênalti, deste vez, foi pro Mecão. Léo Rocha cobrou, Julio defendeu, mas o Mago balançou a rede no rebote: 1 a 1.

Susto e redenção

Como Fabão levou o segundo amarelo no lance da penalidade, o America começou a etapa final com um jogador a mais. Naturalmente, encontrou um rival fechado, esperando uma hesitação rubra para tentar desempatar.

Apesar da intensificação das investidas depois da parada técnica, o Mecão foi surpreendido aos 27 minutos. Depois de um desvio na cobrança de falta de Léo Franco, Bruno Santos cabeceou para o gol. Felipe ainda tocou na bola, mas não evitou que o Itaboraí ficasse em vantagem.

Dali em diante o America partiu pra cima com força ainda maior. Allan e Léo Rocha perderam gols até que a grande chance veio aos 39 minutos: Philip avançou pela esquerda e a bola tocou na mão de Raphael Neuhaus. Era o segundo pênalti para o Mecão no jogo. Léo Rocha cobrou confiante, mas o goleiro Julio defendeu não só a cobrança, mas também os rebotes de Philip e Robinho.

Incansável, Philip seguiu com suas incursões pelo lado esquerdo do ataque. E, aos 46 minutos, depois de muitos dribles, foi derrubado por Andrade. Dentro da área, é pênalti! Desta vez, Allan tomou a responsabilidade. Deslocou o goleiro e empatou o jogo.

Loteria?

Ironicamente, um jogo de quatro pênaltis no tempo normal seria decidido pelas cobranças de tiro livre da marca do… pênalti! E o America se mostrou bem preparado. Nas cinco cobranças regulamentares, Pessanha, Léo Rocha, Robinho, Philip e Allan marcaram, assim como os batedores do Itaboraí. Nas alternadas, Welber fez o sexto, Künzel assinalou o sétimo e Alan Nascimento converteu o oitavo. O zagueiro Raphael Neuhaus, na oitava cobrança da equipe da Região Metropolitana, acertou a trave. A bola que selou o poste manteve o sonho rubro do retorno para casa.

Itaboraí 2 x 2 America (7 x 8 nos pênaltis)

09/09/2017 – Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema)

Campeonato Estadual – Série B1 2017 (Taça Corcovado – Final)

Gols: Edu (pênalti) e Léo Rocha aos 49 minutos do primeiro tempo; Bruno Santos aos 27 e Allan aos 48 minutos do segundo tempo

Itaboraí: Julio, Thiago Crispim, Fabão, Raphael Neuhaus e Rodrigão; Peterson, Junior Pagode (William Chrispim, 36 do 2º), Léo Franco e Valdinei (Andrade, 39 do 2º); Bruno Santos (Neves, 34 do 2º) e Edu. TEC: Chiquinho Lima

America: Felipe, Belarmino, Pessanha, Raphael Azevedo e Tiago Corrêa (Welber, 28 do 2º); Alan Nascimento, Anderson Künzel, Nivaldo (Juninho Bolt, 32 do 1º, depois Philip, 22 do 2º) e Léo Rocha; Robinho e Allan. TEC: Lucho Nizzo

Árbitro: João Batista de Arruda, auxiliado por Wagner Almeida Santos e Jackson Lourenço dos Santos

Cartões amarelos: Peterson, Junior Pagode, Bruno Santos (ADI); Tiago Corrêa, Allan, Anderson Künzel e Juninho Bolt (AME)

Cartão vermelho: Fabão (ADI)

Departamento de comunicação – AFC

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*