Home / Destaque / Dia D: cerca de 500 mil foram vacinados contra febre amarela

Dia D: cerca de 500 mil foram vacinados contra febre amarela

Apesar das fortes chuvas que atingiram o Rio de Janeiro neste sábado (27/1), cerca de 500 mil pessoas compareceram aos locais de vacinação para reforçar o combate à febre amarela. O Dia D é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde e contou com o apoio das 92 prefeituras do estado, além de diversas pastas do Governo do Estado e de instituições, que se uniram com o objetivo de chamar a atenção da população para a importância da prevenção.

– Mesmo com a chuva, tivemos grande adesão dos fluminenses e é muito bom ver que as pessoas estão entendendo a importância de se vacinar, mas a luta não acaba por aqui. Nós vamos continuar com a campanha estadual. O número de pessoas que reunimos hoje mostra que estamos no caminho certo. O Rio foi o estado campeão em vacinação contra a febre amarela em 2017, tenho certeza que esse Dia D é um grande passo para a gente vacinar toda a população o mais rápido possível – destacou o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antonio Teixeira Junior.

A expectativa é vacinar aproximadamente 5,4 milhões de pessoas o quanto antes. Até agora, já foram vacinadas cerca de 8,6 milhões de habitantes em todo o território fluminense. A ação deste sábado impulsionou os números do estado do Rio e facilitou o acesso à vacina para muitos moradores.

– Eu vim ao comércio de Nova Iguaçu e aproveitei para ser vacinado. O profissional me avaliou e liberou. Foi bem rapidinho – disse Orlando Alves, 69 anos, morador de Mesquita.

Além dos postos de saúde municipais que estiveram em atividade neste sábado especialmente para a campanha, a população pôde se vacinar em todas as 29 UPAs do estado e hospitais e institutos da rede estadual, em tendas montadas pela SES na capital do Rio e Região Metropolitana, em unidades do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar. O Hospital Universitário Pedro Ernesto, a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro também foram pontos de vacinação.

– Colocamos nossos quartéis à disposição da Secretaria de Saúde, destacando os mais estratégicos para auxiliar neste momento – disse o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey. Os bombeiros também estão atuando na busca ativa de pessoas em propriedades com área de mata, nas regiões rurais dos municípios.

O Dia D contou com o apoio das secretarias de Estado de Defesa Civil; Educação; Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social; Segurança; Ambiente; Fazenda e Planejamento, Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento; e Turismo, além da PGE (Procuradoria Geral do Estado) e do RioPrevidência.

– Reforço que temos doses suficientes para garantir a vacinação de toda a população do estado do Rio de Janeiro, que faz parte do público-alvo, mas é importante que as pessoas também façam a sua parte e procurem uma unidade de saúde para se imunizar – finalizou o secretário de saúde.

Estratégia

Em janeiro de 2017, a Secretaria de Estado de Saúde adotou medidas preventivas e, antes mesmo de registrar os primeiros casos de febre amarela no território fluminense, iniciou a criação de cinturões de bloqueio, recomendando a vacinação contra a doença, principalmente em municípios de divisa com Espírito Santo e Minas Gerais (áreas de risco para a doença na época). Desde julho do ano passado, todos os 92 municípios do estado foram incluídos na área de recomendação da vacina e receberam doses para imunizar a população.

Casos

Em 2018, o estado do Rio registrou 26 casos de febre amarela silvestre em humanos, sendo oito óbitos.

Para mais informações sobre a doença acesse http://www.febreamarelarj.com.br.

Fotos: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*