Home / Destaque / Governo do Estado anuncia retorno seguro das aulas presenciais no dia 19 de outubro

Governo do Estado anuncia retorno seguro das aulas presenciais no dia 19 de outubro

Rio de Janeiro – 09.10.2020 – Governador em exercício Claudio castro, concede entrevista coletiva ao lado do secretário de Educação, Comte Bittencourt. Foto: Paulo Vitor

Nesta sexta-feira (9/10), o governador em exercício, Cláudio Castro, e o secretário de Estado de Educação, Comte Bittencourt, anunciaram que o retorno das aulas presenciais na rede pública estadual está previsto para o dia 19 deste mês, somente para as turmas da 3ª série do Ensino Médio, nas modalidades regular e Educação de Jovens e Adultos (EJA – Fase IV). Os colégios localizados em municípios que não autorizaram a flexibilização das regras do isolamento social ou estiverem na classificação laranja de contágio deverão continuar com atividades exclusivamente remotas.

Para preparar a retomada das aulas, o Governo do Estado estabeleceu protocolos, publicados em Diário Oficial, garantindo as regras de segurança para alunos, professores e funcionários.

– A Educação irá voltar. E a questão principal é como retornar. Tenho dito que esse retorno precisa ser responsável. São quase 42 mil alunos da rede que vão fazer o Enem. Além disso, quero ressaltar que a Secretaria de Educação trabalha a todo vapor para apresentar um plano de retorno para o ano que vem, com 100% dos alunos ou perto disso. Não dá para brincar com a área de Educação. O ensino e o conhecimento são prioridades do Governo do Estado – afirmou o governador em exercício, Claudio Castro.

Na coletiva, Castro anunciou que irá liberar 5 mil GLPs (Gratificação de Lotação Prioritária) aos professores que, em razão do retorno às atividades presenciais, ampliarem suas jornadas de trabalho além das atividades remotas. O recebimento de GLP será feito conforme regulamentação específica a ser expedida pela Seeduc.

O secretário Comte Bittencourt explicou que os novos materiais, produzidos em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio do Cecierj/Consórcio Cederj, serão enviados para as escolas estaduais na próxima semana.

– Nosso time está se desdobrando para que encontremos soluções para cada região do estado e esse material chegue a todos os alunos, do 6º ano do Fundamental à 3ª série do Ensino Médio. Esse calendário vai ser comunicado na próxima semana. Confio nos educadores do Estado do Rio e conheço as carências – declarou Comte.

De acordo com ele, em 2021, será feito um diagnóstico individual com cada aluno, para que seja possível estabelecer um itinerário pedagógico e corrigir o déficit nas disciplinas principais.

– Faremos uma busca ativa pelos alunos que não tiveram acesso aos conteúdos físicos e virtuais para garantir o vínculo deles com a escola. Vale lembrar que o ciclo escolar básico não se limita ao ano de escolarização. O aluno do 6º ano do Fundamental continua mais sete anos na rede. Neste momento, queremos dar o mínimo de condições para os que estão inscritos no Enem. Para aqueles que não se inscreveram, estamos dando a opção de retornarem ano que vem – explicou.

Testagem de servidores

Por meio de parceria entre as secretarias de Educação e de Saúde, serão disponibilizados mais de 30 mil testes rápidos (Igm/IgG) para Covid-19. A testagem dos servidores deverá ocorrer nas unidades municipais de Saúde mais próximas das escolas ou das residências dos profissionais. Uma nova resolução com os locais para os testes e demais orientações sairá na próxima semana.

De acordo com o Secretário de Educação, Comte Bittencourt, as unidades de ensino terão uma sala de emergência para os casos de jovens ou professores que apresentarem sintomas.

– Temos 710 mil alunos, 126 mil no último ano do Ensino Médio, ou seja, estamos falando de menos de 20% dos alunos. Estamos absolutamente preparados para receber este grupo pequeno. Todas as escolas terão sala de emergência, caso algum caso seja identificado. A unidade de saúde daquela escola estará referenciada para que seja acionada imediatamente – destacou o secretário.

Comorbidades

Não precisarão retornar às aulas presenciais os profissionais da Educação enquadrados nos grupos vulneráveis da Covid-19, como imunodeprimidos, indivíduos com 60 anos ou mais que possuem doenças crônicas, gestantes e puérperas. Também foi recomendado que quem tiver contato ou more com alguém que tenha testado positivo para o novo coronavírus, se ausente das aulas presenciais. Já o funcionário que não estiver em grupos vulneráveis e tenha resultado negativo do exame da Covid, deverá retornar às aulas presenciais.

Adequação das escolas

O Governo do Estado também destinou o reforço de R$ 9 milhões para cerca de 1,2 mil escolas estaduais para a compra dos materiais. Já a partir desta semana, as escolas estão adequando seus espaços para garantir o distanciamento social e adquirindo Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como luvas e face shield para os profissionais, além de máscaras para servidores e alunos. As escolas também contarão com dispensers para álcool em gel 70% e tapetes sanitizantes.

Rádio Itaperuna 96.9 FM / Ascom – Fotos: Paulo Vitor

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*