Home / Destaque / Moradores relatam terem encontrado macaco morto em Aperibé

Moradores relatam terem encontrado macaco morto em Aperibé

Moradores relataram terem encontrado um macaco morto durante na tarde do último domingo (04) próximo a RJ-116, entre os bairros da Serrinha e Fagundes, em Aperibé. A causa da morte é desconhecida e não pôde ser investigada, já que o corpo do primata foi removido antes da chegada da equipe da Vigilância Epidemiológica do município.

Segundo um morador da Serrinha, horas após o animal ter sido encontrado, um homem teria passado pelo local em uma moto e recolhido o corpo do macaco, cuja espécie não foi identificada. A Vigilância Epidemiológica do município tomou ciência do caso, porém, quando uma equipe foi ao local para fazer a coleta do animal e encaminhar para análise, não mais encontrou o macaco.

Nos últimos meses, macacos da espécie bugio foram encontrados mortos no Estado. As amostras dos animais encontrados em Laje do Muriaé deram negativo para febre amarela, já os bugios encontrados em Campos dos Goytacazes, São Sebastião do Alto, Macuco e Santa Maria Madalena deram positivo para a presença do vírus. Outros municípios mais distantes também registram a presença do vírus da febre amarela em macacos mortos.

A orientação é de que a população comunique o setor responsável o mais breve possível quando encontrar macacos mortos. Vale ressaltar que os macacos são as primeiras vítimas do vírus da febre amarela e provocar a morte do animal além de ser crime, não impede o avanço da doença e dificulta a identificação do local onde o vírus circula.

Em humanos, dois casos da doença foram constatados no Noroeste Fluminense, ambos no município de Porciúncula. Nas regiões Norte, Noroeste e Serrana a maior parte da população já foi imunizada contra o vírus. Quem faz parte do público alvo e ainda não se vacinou deve procurar uma unidade de saúde.

Por Folha Itaocarense

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*