Home / Destaque / “Garotinho foi leviano”, diz Jair

“Garotinho foi leviano”, diz Jair

“O ex-governador Garotinho foi covarde e leviano ao fazer insinuações sobre o atentado sofrido pelo ex-prefeito Davi Loureiro, do município de São Fidélis”, afirmou o deputado estadual Jair Bittencourt (PR) durante a sessão dessa terça-feira (17) da Assembleia Legislativa Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O parlamentar se referiu a uma postagem do Blog do Garotinho que falava sobre desafetos políticos de Davi Loureiro, que foi baleado na última sexta-feira em Miracema. Na postagem, Garotinho citou o nome de Jair Bittencourt e lembrou que Loureiro é o relator do processo de sindicância interna do PR contra o deputado de Itaperuna.

Na visão de Jair, que visitou Davi Loureiro no hospital, “Garotinho passou dos limites”. “Em seu blog ele repete duas vezes que não está fazendo acusação, mas faz insinuações sobre adversários de Davi Loureiro. Ele cita o prefeito de São Fidélis, o prefeito de Miracema e a minha pessoa. Eu quero mais é que esse caso seja esclarecido. Inclusive, falei pessoalmente com o secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame, que prometeu uma força-tarefa para colocar os responsáveis na cadeia. O que não podemos é aceitar ilações do Garotinho, que deve estar misturando as coisas”, disse Jair.

Em sua postagem, Garotinho diz que Davi “vinha batendo de frente com o deputado estadual Jair Bittencourt, que vinha aliciando diversos companheiros do partido no sentido de levá-los para outra legenda. Davi Loureiro é inclusive o relator do processo de sindicância interna do PR aberta contra deputado Jair Bittencourt. Não estou fazendo nenhuma acusação, estou apenas pedindo apuração”, disse Garotinho.

Segundo Jair, não existia mágoa com Davi. “Apesar da discordância por questões partidárias, a minha amizade com Davi não está abalada. Ele me visitou diversas vezes durante este mandato, aqui na Alerj”, completou.

Após ser ferido a tiros e ficar três dias internado no hospital São José do Avaí, em Itaperuna, Davi Loureiro foi liberado do hospital e deve prestar depoimento na delegacia responsável pelo caso. De acordo com o delegado titular da 137ª Delegacia de Polícia (Miracema), Milton Siqueira Júnior, Loureiro recebeu alta no domingo e o caso ainda está sendo investigado.

Fonte: Alexandre Bastos – Folha da Manhã

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*