Home / Destaque / Hospital Natividade: Com convênio vencido, salários atrasam e até ambulâncias podem param por falta de combustível

Hospital Natividade: Com convênio vencido, salários atrasam e até ambulâncias podem param por falta de combustível

Segue há várias semanas o impasse envolvendo a renovação do convênio entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Associação Caixa dos Pobres, mantenedora do Hospital Natividade. De acordo com fontes ouvidas pelo jornalismo da Rádio Natividade, a diretoria da entidade, que recebe do poder público para manter o pronto socorro (responsabilidade da prefeitura), pleiteia um reajuste no repasse, que há anos não é corrigido, enquanto que o governo municipal afirma não ter como aumentar o valor.

Com isso, os servidores da unidade de saúde, seguem sem receber o 13º referente ao ano passado. Ainda segundo esta mesma fonte, também se acumula débito de três meses de fornecimento de combustível e o posto, já informou que caso não seja quitado imediatamente, este será cortado, provocando assim, a paralisação no serviço de ambulância, que conta com três unidades. Uma reunião aconteceu o final da tarde de ontem (23), mas sem nenhum acordo firmado.

– Nesta quinta-feira (25), está marcada outra reunião com o conselho do hospital, na qual, pelo que tudo indica, a atual diretoria deverá colocar os cargos à disposição e entregar a unidade não mãos da prefeitura ou quem sabe, o pior, determinar o fechamento das portas da unidade, o que seria terrível, pois serão mais de 90 funcionários e 15 médicos que seriam dispensados. Existe um passivo trabalhista que covardemente, foi deixado por gestões anteriores da prefeitura nas costas do H.N., por conta daquelas contratações do PSF, o que está inviabilizando seu funcionamento. O 13º dos servidores está atrasado e fornecedores não receberem há 90 dias. O que é repassado hoje não cobre os custos do P.U. A obra, por exemplo, que está sendo feita, é bom que se esclareça, é fruto de uma emenda parlamentar, cujo valor só pode ser usado para este fim, – destacou um dos conselheiros.

A emissora tentou, sem êxito, contato telefônico com a Secretário Municipal de Saúde Juliano França, mas deixou uma mensagem e aguarda retorno com uma posição da pasta sobre o tema.

Da redação da Rádio Natividade

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*