Home / Destaque / Varre-Sai tem grande parte da população imunizada contra a febre amarela

Varre-Sai tem grande parte da população imunizada contra a febre amarela

A Campanha de Intensificação da Vacinação contra Febre Amarela que aconteceu no último sábado (27/01) imunizou apenas 76 pessoas em Varre-Sai. A baixa procura foi devido ao trabalho realizado no início de 2017, com grande mobilização de toda a estrutura do governo municipal e principalmente do prefeito de Varre-Sai, Silvestre José Gorini, que solicitou doses da vacina ao secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior. Na ocasião, foram enviadas 8.700 doses da vacina.

O município que não teve registros de casos da doença foi um dos primeiros do Estado do Rio de Janeiro a realizar a imunização contra a febre amarela, seguindo as orientações do Ministério da Saúde em fazer um bloqueio nos municípios limítrofes aos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, onde a doença avançava, inclusive com mortes.

A vacinação aconteceu das 08 às 16h, na Escola Municipal Carlos Magno Fabri Martins, e teve como público-alvo pessoas entre 9 meses e 59 anos que não tenham recebido nenhuma dose da vacina, exceto na presença de contraindicações.

De acordo com a Coordenação de Imunização, da Secretaria Municipal de Saúde de Varre-Sai, cerca de 90% dos moradores do município estão imunizados contra a doença.

“A partir de 2018, a vacina contra a febre amarela passa a fazer parte do calendário nacional de imunização para crianças que completaram 9 meses no ano de 2017 e aqueles que ainda não tenham nenhuma dose da vacina podem procurar a sala de vacina, exceto as contraindicações. Ressalvo ainda que a vacinação é um meio de prevenção, portanto, mantenham o cartão de vacinação em dia”, afirmou a coordenadora de Imunização, enfermeira Regiane Aparecida Ferreira.

Quem ainda não foi imunizado contra a doença poderá procurar a sala de vacina, localizada no Centro de Saúde, às quartas-feiras, de 8 às 12h. Sendo que a sala de vacina funciona todos os dias de 8 às 16h, para as demais vacinas.

“Lembramos que o município não tem casos da doença. No ano passado, realizamos uma campanha com boa cobertura vacinal, quando recebemos um bom número de doses da vacina que solicitei ao secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio. Intensificamos a vacinação em virtude do risco iminente, com surto da doença nos estados vizinhos do Espírito Santo e Minas Gerais, como forma de impedir o avanço da doença no município e Estado”, ressaltou o prefeito, Silvestre Gorini.

Silaine Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*