Home / Destaque / Minas-Rio vai entrar na etapa 3 e Municípios do Norte e Noroeste estão na expectativa por royalties do minério

Minas-Rio vai entrar na etapa 3 e Municípios do Norte e Noroeste estão na expectativa por royalties do minério

O projeto do Sistema Minas-Rio, da Anglo American, vai entrar na terceira etapa. As obras estão previstas para a região de operação de mina — na região de Conceição do Mato Dentro e Alvorada de Minas (MG) — e, também, dentro da área do Porto do Açu, em São João da Barra. No último dia 26 de janeiro, a Câmara Técnica Especializada de Atividade Minerárias (CMI) concedeu à Anglo American, as Licenças Prévia (LP) e de Instalação (LI). Com a autorização, a mineradora poderá iniciar as obras que permitirão a continuidade do negócio, elevando a produção para 26,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano (mtpa). O investimento estimado é da ordem de R$ 1 bilhão.

DivulgaçãoSegundo o gerente de Filtragem da Anglo American, Adarlan Silva, as obras no Porto do Açu consistirão em alguns investimentos menores, como a instalação de sistemas de dosagem de alguns reagentes e melhorias de performance. “Serão obras como a aquisição e montagem de sistemas de dosagem de reagentes e a substituição de equipamentos ou componentes por outros de maior performance e melhor confiabilidade”, exemplifica Adarlan.

Adarlan ressalta que as obras da filtragem no Porto do Açu serão feitas utilizando apenas a mão de obra já empregada na unidade. As novas contratações da Etapa 3 — até 800 pessoas no pico das obras e 100 novos postos permanentes após a conclusão — acontecerão apenas na área da mina, em Minas Gerais.

Em território fluminense, a única estrutura do Minas-Rio existente, além do Mineroduto (que percorre um total 33 municípios, sendo sete no Estado do Rio), é a etapa de filtragem no Porto do Açu. Já existiu um Centro de Treinamento em Campos, montado no início do projeto, e que abrigava a equipe de pré-operação. Esse Centro foi desativado em 2014.

Os trabalhos de preparação de área e de infraestrutura, como canteiro de obras e acessos, começam imediatamente. Em seguida, as primeiras obras serão a abertura da cava e o alteamento da barragem de rejeitos. As estruturas que permitirão o aumento da produção englobam, ainda, a instalação de diques de contenção de sedimentos, a expansão da pilha de estéril e as instalações do platô de apoio operacional e de uma nova flotação.

O Grupo Anglo American está presente no Brasil com a produção de níquel e minério de ferro, negócios que foram integrados em uma estrutura única em 2017.

A empresa produz minério de ferro a partir da mina e da usina localizadas em Alvorada de Minas e Conceição do Mato Dentro (MG). O minério é transportado por mineroduto até a planta de filtragem no Açu e daí para o porto (São João da Barra- RJ), empreendimento que tem 50% de participação da Anglo American.

Expectativa por royalties do minério

Na região Norte Fluminense, mesmo as obras da Etapa 3 do Sistema Minas-Rio não projetando abertura de emprego, o projeto é considerado importante, principalmente, no momento em que se discute o pagamento dos royalties do minério ao municípios de origem, passagem e embarque.

O desempenho anual do setor também vem crescendo. A produção de minério de ferro do Minas-Rio no quarto trimestre de 2017 foi de 4 milhões de toneladas (em base úmida), uma redução de 19% em comparação com o mesmo período de 2016 em função do já esperado minério de baixo teor. Porém, no ano inteiro, a produção teve um aumento de 4%, para 16,8 milhões de toneladas de minério de ferro, visto que a operação continua o ramp-up dentro da atual capacidade operacional. Dados apresentados pela própria Anglo American no mês passado.

Sete municípios do Norte e Noroeste Fluminense serão beneficiados com a aprovação da Medida Provisória (MP) 789/17, assinada pelo presidente Michel Temer, em dezembro do ano passado, que aumentará a alíquota da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (Cfem).

Pelo projeto dentro do novo Marco Regulatório do Minério, as mineradoras pagarão uma espécie de royalties a estados e municípios. A MP irá contemplar 27 municípios no Estado do Rio, dentre eles, Porciúncula, Natividade, Campos, Cardoso Moreira, Itaperuna e Bom Jesus de Itabapoana. São João da Barra receberá por embarque, no Porto do Açu.

Fonte: Folha1

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*