Home / Destaque / Homem morre com suspeita de H1N1 em São Fidélis; conheça os cuidados com a doença

Homem morre com suspeita de H1N1 em São Fidélis; conheça os cuidados com a doença

O Departamento de Vigilância em Saúde de São Fidélis investiga a morte de um homem de 59 anos com suspeita do vírus H1N1. Nesta segunda-feira (14) a vítima deu entrada no Hospital Armando Vidal e morreu horas depois.
Segundo as informações divulgadas pela vigilância em saúde do município, o paciente procurou o hospital já em estado grave, com sintomas de síndrome gripal e com sérias complicações respiratórias. Material da boca e do nariz do paciente foi coletado e enviado para exames em um laboratório do Rio de Janeiro, que deverá divulgar nos próximos dias o resultado.

O que é a Gripe H1N1?

A Gripe H1N1 é uma doença causada pelo vírus Influenza A H1N1, uma mutação do vírus da gripe, porém mais forte do que aquele que nós estamos acostumados. Essa gripe é transmitida da mesma maneira que a gripe comum, mas os seus sintomas são mais fortes, repentinos e, se não tratados logo no início, podem levar a pessoa ao óbito.

A Gripe H1N1 é grave?

Assim como a gripe sazonal, a Gripe H1N1 pode variar de branda a grave na questão intensidade. De 2005 a 2009 houve apenas 12 casos da doença nos Estados Unidos, porém nos anos de 2009 e 2010 houve uma pandemia extremamente grave.

Como o vírus da Gripe H1N1 é transmitido?

A Gripe H1N1, assim como a gripe comum, pode ser transmitida através do contato de objetos contaminados, gotículas respiratórias no ar e contato com a saliva de alguém que esteja com o vírus.

Como posso me prevenir da Gripe H1N1?

Em 2018, a campanha de vacinação contra a gripe, realizada pelo Ministério da Saúde, vai de 23 de abril a 1º de junho. Neste ano, a imunização oferece proteção contra os três subtipos do vírus que apresentam mais casos registrados de infecção: H1N1, H3N2 e Influenza B.

As vacinas são disponibilizadas tanto por laboratórios particulares quanto pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Nos laboratórios particulares, o preço médio é de 130 reais. Para os grupos considerados de risco, o SUS disponibiliza gratuitamente a vacina.

Da redação da Rádio Itaperuna 96 FM com informações do SF Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*