Home / Destaque / Depois de Garotinho, Rosinha também é condenada por improbidade administrativa

Depois de Garotinho, Rosinha também é condenada por improbidade administrativa

A Justiça do Rio de Janeiro condenou a ex-governadora Rosinha Garotinho por improbidade administrativa em razão de fraudes na saúde na época em que comandou o Executivo. A sentença, em primeira instância, divulgada nesta terça-feira (8), foi assinada em 19 de dezembro.

A pena prevê a suspensão dos direitos políticos de Rosinha por 8 anos, além da perda de função pública. Ela também terá que pagar R$ 234 milhões de ressarcimento aos cofres públicos do estado; R$ 2 milhões de compensação por danos morais coletivos; e R$ 500 mil de multa civil.

A defesa da ex-governadora afirmou que vai recorrer da decisão.

Rosinha e o marido dela, o também ex-governador Anthony Garotinho, foram acusados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) de participar de um esquema que desviou R$ 234 milhões da Secretaria Estadual de Saúde, entre novembro de 2005 e abril de 2007. Na época, o Estado do Rio era governado por Rosinha, e Garotinho era o secretário estadual de Governo.

Nessa mesma ação de improbidade, Garotinho já tinha sido condenado, em decisão confirmada em segunda instância em julho do ano passado. Ele também se tornou inelegível por 8 anos.

Da redação da Rádio 96.9 FM – Por G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*