Home / Destaque / Bom Jesus do Itabapoana tem epidemia de chikungunya e decreta situação de emergência

Bom Jesus do Itabapoana tem epidemia de chikungunya e decreta situação de emergência

A cidade de Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste Fluminense, está enfrentando uma epidemia de chikungunya. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, foram notificados 1.146 casos da doença em 2019, dos quais 245 foram confirmados.

A cidade de Bom Jesus do Itabapoana, no Noroeste Fluminense, está enfrentando uma epidemia de chikungunya. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, foram notificados 1.146 casos da doença em 2019, dos quais 245 foram confirmados.

Diante do panorama, foi decretada situação de emergência no dia 7 deste mês, cuja publicação ocorreu no dia 13.

“Uma vez que os números são estatísticos e, levando em consideração que parte das pessoas infectadas não procura os serviços de saúde do município, podemos chegar a um número maior de pessoas contaminadas”, diz a nota divulgada pelo município.

Segundo a Prefeitura, o município adquiriu inseticida e 10 cadeiras de hidratação e soroterapia e criou o Comitê Municipal de Prevenção e Controle de Arboviroses.

Ainda de acordo com a Prefeitura, entre as medidas definidas como prioritárias pelo município para o combate estão:

  • Contratação temporária de novos agentes de endemia
  • Aquisição de insumos necessários para a remediação dos sintomas
  • Autorização de disponibilização, caso seja necessário, de técnicos de enfermagem e enfermeiros da Prefeitura para auxiliarem o corpo técnico existente no Posto de Urgência
  • Elaboração de relatório diário das atividades realizadas pelos agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, dos trabalhos efetuados em conjunto ou isoladamente pelas secretarias, além de relatório de todos os atendimentos realizados no Posto de Urgência

A nota do município sobre a epidemia e as ações realizadas está disponível na página da Prefeitura.

Chikungunya no Norte e Noroeste

Além de Bom Jesus, outras cidades do Norte e Noroeste do Rio estão enfrentando problemas com as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

Campos dos Goytacazes, maior cidade da região, enfrenta um surto de chikungunya, com 3.554 casos da doença em 2019. A estrutura de atendimento aos pacientes na cidade precisou ser ampliada.

Miracema decretou emergência por conta do número de casos de doenças transmitidas pelo mosquito. Em Itaperuna, são 943 casos confirmados de chikungunya e 3.121 casos suspeitos são investigados.

Da redação da 96.9 FM – Fonte: G1 Norte Fluminense

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*