Home / Geral / Uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil

Uma mulher é assassinada a cada duas horas no Brasil

Nesta quinta-feira, países de todo o mundo celebram o Dia Internacional da Mulher, data que simboliza a busca pela igualdade entre homens e mulheres.

Mas, aqui no Brasil, não há muito o que comemorar, pois o país permanece como uma das nações mais violentas para as mulheres, na 7ª posição de um total de 83 países, segundo a Organização Mundial da Saúde.

Dados divulgados pelo Monitor da Violência, parceria do site G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontou algumas estatísticas

Como por exemplo, que 4.473 mulheres foram vítimas de homicídio em 2017, um crescimento de 6,5% em relação a 2016.

O assassinato de mulheres em contextos marcados pela desigualdade de gênero recebeu uma designação própria: feminicídio, com 946 casos só no ano passado

Para ter uma ideia, 50% das vítimas de homicídio do sexo feminino no Brasil são mortas por parentes, dos quais 33% são os maridos ou companheiros

Talvez, o dia certo para comemorar esta data tão importante seja aquele em que nenhuma mulher for assassinada apenas por ser mulher.

Da redação da Rádio Itaperuna 96 FM

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

*